sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Mais um "Acontecimento Histórico" em minha vida...


Mesmo nos dias atuais ainda existem pessoas que acreditam naquele “velho” conceito de que, existe recuperação até 5~6 anos após uma lesão cerebral, passado esse tempo o percentual de melhoras e recuperação de seqüelas se tornam baixíssimas...cai para quase zero.

É verdade que dependendo do grau da lesão, uma recuperação total das funções (dos membros afetados do corpo) realmente não acontece, mas “a minha modesta opinião” é de que não importa quantos anos se passem, eu acredito firmemente que quando “não nos entregamos”, “acreditamos positivamente” que podemos melhorar e continuamos “fazendo a nossa parte” mandando estímulos para o nosso cérebro de uma maneira correta e contínua, mesmo que lentamente as melhoras sempre acontecem. E digo isso por experiência própria, porque mesmo tantos anos após uma lesão grave no cérebro, eu continuo sim tendo progressos.

E falando em “
progressos”, hoje quero contar a você mais uma das muitas conquistas que gradativamente eu venho obtendo ao longo desses anos. Costumo dizer que as minhas conquistas são acontecimentos históricos, o que na verdade para mim e na minha vida SÃO sim.

Veja...fazem mais de 10 anos...eu me lembro bem que naquela ocasião de acordo com o meu quadro clínico, as perspectivas de que eu passasse a ter uma "
vida vegetativa" eram bem grandes, no entanto, consegui alcançar muitos progressos durante esses anos que se passaram e “na última Segunda-feira” (25/08/08), eu fui novamente “abençoada” com novosacontecimentos históricos” em minha vida.

E isso aconteceu quando senti e acreditei que finalmente eu seria capaz de voltar a
fazer um bolo...sim um bolo...e eu simplesmente me “permiti” tentar fazer esse bolo. E para a minha alegria eu consegui e (por sinal) com muito sucesso, porque todos que provaram também aprovaram, e (sem falsa modéstia)eu também provei e estava muito bom mesmo (risos), prova disso é que os meus sobrinhos literalmente "devoraram o bolo"(mais risos), o que me deixou muito feliz. Isso não é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O?

Sabe...até a algum tempo atrás (por mais que eu "
sonhasse" em tentar), fazer “um bolo” era algo impensável e também impossível de se "realizar", por 3 razões distintas:

Primeiro: Porque eu não tinha nem força nem firmeza nas mãos para manusear quaisquer objetos...muito menos uma assadeira quente em um forno também quente.

Segundo: Porque uma das seqüelas que tive foi a “ataxia”, que é “a incapacidade de coordenação dos movimentos voluntários do corpo”, no meu caso a minha cabeça e principalmente o meu braço esquerdo tremiam muito...e eu não tinha controle sobre eles....(parecido com o sintoma de alguém que sofre da doença de Parkinson, sabe?)

Terceiro: Por causa da minha falta de equilíbrio eu evitava passar perto de um forno quando este estava quente, pois era um tanto..."arriscado”... poderia facilmente acontecer um "acidente de percurso" e acabar me queimando...entende?


Por isso eu digo com muita alegria que foi
SIM um “acontecimento histórico” , afinal para mim fazer um simples bolo foi a grande confirmação, a real evidência e também a real comprovação de que houve uma significativa melhora nessas 3 funções do meu corpo. Não importa quanto tempo leve...acredite... melhoras sempre podem acontecer quando realmente nos propomos a tentar.

Um progresso desses é também sempre muito animador, não é verdade? Por isso... caso você querido(a) leitor(a) esteja passando por algo semelhante ao que eu passei, aqui vai uma dica:
Jamais desista, acredite sempre na sua capacidade, faça a sua parte e confie na Providência Divina, porque fazendo isso sem dúvida nenhuma, mais cedo ou mais tarde colheitas (melhoras) virão!

E essa dica também serve perfeitamente para você que se encontra na mais “
perfeita normalidade física”. É a Lei Universal na prática... artigo anterior a esse...

Um comentário:

tinandrade disse...

Isaaaaaaaaaa sua danada!
Você me deixou com água na boca, ingrata! *rsrsrsrs... Seguinte: vamos facilitar a vida de quem lê este post, ou você insiste em torturar meio mundo?

Eu peguei a receita deste BOLO DE GOMA, lá no Tomato&Potato que por sua vez, tirou do livro “Avental” da Joyce Pascowitch e é muuuuuito simples! Tanto que até um cadeirante vai pode experimentar fazer (se o forno tiver acendimento automático, claro!):

"(...)um copo de polvilho doce, três ovos, meia xícara de café de água, sal a gosto, meio copo de óleo e 200g de queijo ralado. Bata no liqüidificador, coloque para assar em forma de bolo com buraco no meio por 25 minutos. Diz lá que "'fica feio e torto, mas é uma delícia'! Diz também que "a massa triplica de tamanho e fica crocante por fora e macia por dentro. O sabor lembra pão de queijo". BEIJO! (Ih, rimou!)